Na Sombra do Dragão

Na Sombra do Dragão
Irmandade da Adaga Negra - Volume II
de J. R. Ward

Seis guerreiros vampiros, amantes perigosos e irmãos de sangue vêm até si nesta colecção verdadeiramente poderosa. Agora é a vez de Rhage.
Edição/reimpressão: 2010
Páginas: 434
Editor: Casa das Letras
ISBN: 9789724619446

Sinopse

Nas sombras da noite da cidade de Caldwell, em Nova Iorque, trava-se uma guerra territorial entre vampiros e seus caçadores. Ali, existe um bando secreto de irmãos sem igual - seis guerreiros vampiros, defensores da sua raça. Possuído por uma criatura mortífera, Rhage é o mais perigoso membro da Irmandade da Adaga Negra.
Na irmandade, Rhage é o vampiro com o apetite mais forte. É o melhor lutador, o mais rápido a reagir aos impulsos e o amante mais voraz - pois dentro dele arde uma maldição feroz imposta pela Virgem Escrivã. Refém do seu lado mais obscuro, Rhage receia as vezes em que o seu dragão interior é libertado, tornando-o um autêntico perigo para todos os que o rodeiam.
Mary Luce, uma sobrevivente das teias mais trágicas da vida, é atirada, sem querer, para o mundo vampírico, ficando dependente da protecção de Rhage. Vítima da sua própria maldição fatal, Mary não está em busca de amor. Perdeu a fé nos milagres há muitos anos. Contudo, quando a intensa atracção animal de Rhage se transforma em algo mais emocional, ele sabe que deve ligar Mary a si próprio. E, enquanto os seus inimigos se aproximam, Mary luta desesperadamente para ganhar a vida eterna junto daquele que ama...


 Classificação: 5/5


Cada livro da colecção da Irmandade da Adaga Negra centra um dos Irmãos, ou seja, um dos Guerreiros desta Irmandade. O segundo livro, Na Sombra do Dragão, é sobre Rhage, o Irmão com uma grande maldição.


Rhage é um lindo vampiro, - alto, loiro e atlético - o que originou a sua alcunha entre os Irmãos, Holliwood. No entanto, nem tudo é perfeito para este Irmão. Há muitas décadas atrás Rhage cometeu um grave erro que originou uma maldição. Durante cem anos este Irmão teria que controlar uma besta dentro de si, que quando libertada, não distinguia quem era amigo ou inimigo.
Certa vez, e graças a um jovem vampiro pré-transição, Rhage conhece Mary, uma humana com uma doença terminal que conquista o coração do nosso Guerreiro. Sem saber porque, a besta fica descontrolada sempre que Rhage e Mary estão juntos. Será Rhage capaz de controlar a besta quando está com Mary? Tudo isto leva Rhage a pensar se fugir do seu amor não será a única solução de modo a manter-la a salvo.



Esta história é capaz de provocar lágrimas aos leitoras mais sentimentais. A história de amor deste casal, que só pelo facto de um ser vampiro e o outro humano já é complicada, torna-se ainda mais quando um tem uma doença terminal e o outro uma besta interior a controlar. Mais uma vez, o leitor esquece-se que se trata de um livro de vampiros e vê uma história de amor impossível, onde vemos a luta pela vida e pelo amor, assim como os sacrifícios que um homem apaixonado é capaz de fazer pela sua amada...


0 comentários: